Cursos e Consultorias

A Acurarte promove consultorias individuais ou em grupo para profissionais e empresas. O trabalho é planejado conforme a necessidade de quem busca os serviços.

Intervenção Breve (IB)

A Intervenção Breve surgiu para suprir a demanda de abordar precocemente os problemas relacionados ao uso de álcool e outras drogas. É caracterizada por tempo limitado, objetivos claros e tangíveis voltados para mudança e ações para o desenvolvimento da autonomia. As vantagens da IB são os resultados similares quando comparada a intervenções mais longas e a possibilidade de ser utilizada por profissionais da saúde em geral mediante treinamento.

Objetivo da consultoria em IB é desenvolver em diferentes profissionais e estudantes competências para atuar na prevenção e tratamento dos problemas relacionados ao uso de drogas. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Codependência

Cada vez aumenta a procura por tratamento para dependência química. A família frequentemente é a primeira a procurar ajuda para o usuário sem perceber que ela também necessita de ajuda. Os familiares de usuários de drogas podem adoecer juntamente com o usuário. A codependência caracteriza-se por comportamentos mal-adaptativos do familiar com o usuário, o que reforça a manutenção do consumo e propicia o agravamento do problema.

A proposta da consultoria é instrumentalizar profissionais e estudantes a oferecer atenção especializada para os familiares de usuários de drogas, avaliar o funcionamento da família, reconhecer sinais e sintomas da codependência e por fim desenvolver estratégias de tratamento. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Bortolon, C. B., Ferigolo, M., Grossi, R., Kessler, F.H., Barros, H.M.T. (2010). Avaliação das crenças codependentes e dos estágios de mudança em familiares de usuários de drogas em um serviço de teleatendimento. Revista da Associação Médica do Rio Grande do Sul, 54(4), 432-436.

Dependência Química

O consumo de drogas está aumentando e os problemas decorrentes desse uso induzem as pessoas a necessitarem de serviços de saúde. Parte desses serviços bem como dos profissionais ainda não estão suficientemente preparados para abordagem da dependência química. Trabalhar competentemente nessa área envolve o domínio de diversos conceitos básicos (classificação das drogas, efeitos, neurobiologia) e, além disso, modalidades de intervenções e tratamentos.

A consultoria é voltada tanto para profissionais que estejam trabalhando com esse problema pela primeira vez quanto para profissionais da área que buscam aprimoramento para a sua prática clínica. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Entrevista Motivacional (EM)

A Entrevista Motivacional surgiu como um modelo não coercitivo de tratamento para os problemas relacionados ao uso de drogas de abuso que esclarece como e porque as pessoas mudam. Atualmente, é amplamente utilizada para qualquer mudança de comportamento relacionado ao estilo de vida. É necessário treinar profissionais e equipes de trabalho para utilizarem essa pratica no dia-a-dia da abordagem de pessoas que precisam efetuar mudanças comportamentais.

A consultoria é destinada para profissionais que almejam aprimorar o seu aconselhamento por meio da aquisição de habilidades de empatia, desenvolver discrepância, evitar argumentação, acompanhar a resistência e promover a autoeficácia. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Rollnick, S., Miller, W., Butter, C. (2009). Entrevista motivacional no cuidado da saúde. Ajudando pacientes a mudar o comportamento. Porto Alegre: Artmed.

Estratégias para Estimular a Adesão

Problemas relacionados a não adesão são comuns para diversas condições crônicas de saúde. Sabe-se que em torno de 50-70% das pessoas apresentam dificuldades para executarem o plano de tratamento recomendado.  O paciente aderente cumpre e segue as indicações, o aconselhamento e as ações estabelecidas por profissionais e serviços de saúde. Entretanto, o campo da saúde carece de treinamento e ações para o manejo da não adesão. A Entrevista Motivacional (EM) contribui para minimizar essa condição através da aquisição de habilidades relacionadas à forma de conduzir uma prescrição, aconselhamento e para melhorar a comunicação entre profissional e paciente. Este trabalho ocorre com a colaboração da Farmacêutica Luciana Signor (ver currículo Lattes).

O objetivo da consultoria é desenvolver com profissionais e equipes de saúde estratégias, fundamentadas na EM, para estimular a adesão ao tratamento. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Dunbar-Jacob, J., Mortimer-Stephens, M.K. (2001). Treatment adherence in chronic disease. Journal of Clinical Epidemiology 54, S57- S60.

Prevenção de Recaída (PR)

A dependência química como uma doença crônica apresenta episódios de recaída frequentes durante o processo de parada de qualquer substância psicoativa. Esta ocorrência é um dos principais fatores de não adesão a tratamento tanto dos usuários como de seus familiares. Os serviços e profissionais que atendem usuários de drogas necessitam de conhecimentos técnicos para auxiliarem essas pessoas a ultrapassar e prevenir a recaída.

A consultoria destina-se a profissionais que necessitam tratar os episódios de recaída e construir estratégias para prevenir ou manejar o seu evento. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Marlatt, A., Donovan, D. (2009). Prevenção de Recaída. Estratégias de manutenção no tratamento de comportamentos adictivos. Porto Alegre: Artmed.

Terapia Comportamental Familiar (TCF)

Problemas de comportamento são cada vez mais frequentes em crianças e adolescentes, o que prejudica a interação com o meio social: pais, irmãos, escola e amigos. A criança muitas vezes através desses comportamentos expressa a existência de problemas na família. A Terapia Comportamental Familiar pressupõe que os comportamentos inadequados foram aprendidos através de experiências de vida, sendo assim é possível eliminar o conhecimento anterior ou aprender uma forma mais adaptativa de comportamento. Além disso, o olhar e a intervenção são expandidos para todos os membros da família e não somente centralizado na criança e ou adolescente.

A consultoria em TCF objetiva proporcionar para pais, cuidadores, professores e outros profissionais habilidades em técnicas de terapia comportamental para o manejo de situações do dia-a-dia de crianças e adolescentes com problemas comportamentais. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Abordagem da Dependência Química na Empresa

As empresas convivem cotidianamente com colaboradores que apresentam absenteísmo, diminuição da produtividade, maior frequência a serviços de saúde, afastamento devido a condições médicas ou psiquiátricas decorrentes do abuso ou dependência de drogas. Todavia, as empresas em geral não estão suficientemente preparadas para a detecção, avaliação e tratamento desse problema que cresce diariamente.

A consultoria é voltada a lideranças que necessitam abordar a dependência química na empresa. Inicialmente, é conduzida uma palestra sem qualquer investimento da empresa de 1h. e 30 min. sobre como identificar a dependência química e quais os passos fundamentais da família e dos amigos para auxiliar uma pessoa com esse problema. Posteriormente, se a empresa precisar do seguimento deste trabalho é realizado um planejamento específico de acordo com as necessidades do local.

Consultoria sobre Transtornos do Espectro Autista:

Avaliação Diagnóstica dos Transtornos do Espectro Autista a partir do DSM – V

A investigação clínica do autismo é norteada pela observação da existência de prejuízos significativos em três áreas do desenvolvimento: interação social, comunicação e repertório restrito de interesses e atividades. O diagnóstico contribuirá para a orientação dos pais e do paciente para tratamento especializado. A consultoria consiste em abordar os critérios diagnósticos dos Transtornos dos Transtornos do Espectro Autista a partir do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM-V. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Fases do Desenvolvimento

As fases do desenvolvimento vital são marcos de mudanças esperadas referentes à idade. Estas mudanças são tanto orgânicas, comportamentais, psicológicas e sociais. O domínio dessas etapas pelos profissionais da saúde auxilia para o diagnóstico, a indicação terapêutica e o tratamento. A consultoria é voltada para profissionais e estudantes que desejam aprofundar os seus conhecimentos acerca dos estágios do desenvolvimento sob o enfoque de diferentes estudiosos como Jean Piaget, Erik Erikson e Sigmund Freud. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Bee, H. (2005). Ciclo Vital. Porto Alegre: Artmed.

Terapia Comportamental

A Terapia Comportamental para o tratamento do autismo e outras desordens de desenvolvimento é focada inicialmente na aprendizagem de repertórios condutuais básicos e identificação de problemas-alvo. Posteriormente, durante o processo de atendimento terapêutico é aplicado técnicas de modificação de comportamento para o manejo de contingências.

A proposta da consultoria é destinada para profissionais, professores e pais que almejam construir competências para a efetividade das técnicas da terapia comportamental para problemas de comportamento. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Zimerman, D. Osório, L.C. (1997). Como trabalhamos com Grupos. In: Lewis, S., Leon, V.C., Grupos com Autistas (pp. 249-267). Porto Alegre: Artmed.

Método Teacch

O Método Teacch (Treatment and Education of Autistic and Related Communication Handicapped Children) é um programa de atendimento educacional e clínico com uma prática principalmente psicopedagógica. Esta metodologia prioriza potencializar a vida diária do paciente através de um ambiente estruturado, com estímulos visuais e técnicas de terapia comportamental. A consultoria é destinada tanto a profissionais, estudantes e familiares que necessitam desenvolver habilidades para a prática do Método Teacch com pessoas que apresentam desenvolvimento atípico. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Zimerman, D. Osório, L.C. (1997). Como trabalhamos com Grupos. In: Lewis, S., Leon, V.C, Grupos com Autistas (pp. 249-267). Porto Alegre: Artmed.

Aspectos Familiares

Familiares de pessoas que apresentam desordens do espectro autista passam por diversos estágios até a aceitação desse problema. A energia dispensada pela família para o cuidado e a convivência com crianças e adultos é muitas vezes propulsora de outros problemas como ansiedade, depressão, sentimento de culpa e impotência. Sendo assim, cuidar da família é tão importante quanto do paciente. A consultoria é orientada para profissionais e estudantes que necessitam qualificar e ampliar a atenção e o atendimento também aos familiares. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Roncon, P. (2003). Abordagens familiares face ao autismo. Análise Psicológica, 1(XXI),53-57.

Resiliência

Resiliência denomina-se como a capacidade das pessoas de superar adversidades e tornar-se mais fortalecidas. Além disso, significa o redirecionamento da lógica do atendimento focado em deficiências para a condução do olhar para as competências e potencialidades. A consultoria é dirigida para profissionais, equipes de trabalho e estudantes que buscam recursos para intervenções voltadas à saúde. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Melillo, A., Ojeda, E. (2005). Resiliência: descobrindo as próprias fortalezas. Porto Alegre: Artmed.